PRODUCTCITY

A Cidade como Mercadoria

As cidades constituíram desde sempre lugares privilegiados de produção e transação de bens materiais (produtos) e imateriais (cultura, normas, valores), de polarização do poder político, económico e institucional e de afirmação de uma arena de reivindicações sociais necessária à consolidação da democracia. Atualmente um conjunto de múltiplas transformações e práticas de exploração territorial, decorrentes do contexto de crise económica e da globalização financeira, são traduzidas na crescente centralidade do urbano enquanto espaço de acumulação de capital e de consumo. Simultaneamente intensificam-se e aceleram-se as desigualdades socioeconómicas e os impactos ambientais, estendendo-se estes para além dos limites geográficos do urbano ou das fronteiras territoriais. Considerando esta dupla possibilidade de leitura entre a cidade como espaço ativador de fluxos, sistemas produtivos e ‘mercadorias variadas’ (ou como mercadoria em si) e a cidade como espaço de afirmação democrática e de reivindicação social, convidamos todos os interessados a apresentarem propostas que abordem temáticas como:

  • Turistificação
  • Gentrificação
  • Economias partilhadas
  • Branding da cidade
  • Privatização do espaço urbano
  • Mega eventos em contexto urbano
  • Cidade e a produção de ecologias degeneradas
Advertisements